segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

TRT 11 - Correção da Prova AJAJ

Oi #concurfriends, 

Corrigi a prova de AJAJ do TRT 11 (matérias jurídicas - sem Português, Regimento Interno, Informática, Raciocínio Lógico e Administração Pública). A correção foi feita por mim, pode conter erros, OK?

Observei que a FCC cobrou MUITAS súmulas em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho, MAS apenas uma questão doutrinária (Direito Administrativo - atos).

Para baixar o arquivo com a correção é só clicar aqui.


quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Como eu estudo hoje (fevereiro 2017) – Conhecimentos Básicos

Olá #concurfriends!

Hoje volto com as publicações aqui no Blog (finalmente). Tenho uma lista com sugestões de vocês e outras que penso em comentar por aqui, aos poucos, uma ou duas publicações por semana, porque meu tempo está curto - especialmente porque a procrastinação aqui está forte. 

Começo com uma das perguntas que mais recebo lá no IG: como estudar as matérias básicas?

A tendência é que você - principalmente o bacharel em Direito - prefira estudar os conhecimentos específicos - Direito - e deixe essas disciplinas básicas de lado. O problema é que: o que fará a diferença na sua prova e colocará você lá no topo será Português, Raciocínio Lógico e Informática. Não adianta fugir. Eu aprendi isso "apanhando", sempre deixei Raciocínio de lado e chegava na prova e levava aquela bomba (ainda levo, porque não aprendi tudo, mas, pelo menos, hoje estou estudando de forma séria e comprometida).  

Sei que pelo menos uma dessas matérias é o calo de alguém, no meu caso tenho dois calinhos: Raciocínio e Informática. Para quem optou por Direito, passou 5 anos estudando leis, filosofia, sociologia, teoria do Direito etc., ter que enfrentar de novo cálculo e apender praticamente a ser um engenheiro da computação para gabaritar uma prova de TRTs (sonho, quem sabe um dia eu chego lá), não está sendo nada fácil.

E não se engane achando que você sabe Língua Portuguesa e Matemática porque ia bem no colégio, concurso é diferente, você precisa conhecer a sua banca.

Então, 

#Dica01 (e a mais importante) - Conheça a sua banca: eu estudo para Tribunais (TRT/TRE) e optei por concursos da banca FCC - sei que não somos nós que escolhemos a banca e pode ser que aquele concurso que eu tanto espero venha com CESPE, mas optei por estudar para FCC por ser a que mais faz concursos de Tribunais e porque eu amo decoreba e detesto ler jurisprudência hahaha, EU SEI que a FCC cobra sim juris, mas nada comparado ao CESPE, né, sem falar no jeitinho CESPE de uma errada anula uma certa, prefiro FCC, sempre!

Como você pode conhecer a banca: a melhor maneira: resolvendo provas anteriores. No site PCI Concursos você encontra - acho que - todas as provas anteriores do Tribunal, Banca e Cargo que você quiser, é só pesquisar lá (clique aqui), baixar, imprimir (ou ler no computador mesmo, eu prefiro imprimir) e estudar o que a sua banca costuma cobrar. Você pode também resolver questões em sites especializados, onde você encontra questões organizadas por banca/ano/cargo/assunto e comentários sobre elas (de outros concurseiros ou professores), eu assino o QConcursos, é ótimo! Com uma boa pesquisa no Google você encontra blogs de Professores e Cursinhos dando dicas sobre as bancas. 

Agora, como EU estudo (lembrando: não sou professora, não sou concursada e meu nome - ainda (muita fé no ainda) - não figura no topo das listas de aprovações, trago aqui minha experiência como concurSEIRA e o que aprendi pesquisando e lendo muitos depoimentos de aprovados).

  • Língua Portuguesa


A disciplina mais bonita e amada - por mim - dos Conhecimentos Gerais <3 Sempre gostei de estudar Língua Portuguesa, meu irmão é escritor/revisor/editor/poeta e sempre incentivou a leitura. A primeira coleção que li foram os Clássicos da Disney, a coleção Uma História Por Dia (essa aqui, lembram?) e tenho até hoje guardada. Mesmo com todo esse incentivo, a primeira nota vermelha que ganhei no boletim foi na 1ª série e em Português, o sermão foi tão grande e fiquei tão envergonhada que nunca mais deixei de estudar e, apesar de não escrever assim tão bem, pratico bastante.

Língua Portuguesa é aquela disciplina que muita gente não estuda porque acha que sabe, aí chega na prova e leva aqueeeela bomba. Então, não deixe de lado, se você não costuma ir bem nas provas, ESTUDE, se você sabe o conteúdo, PRATIQUE. E se você, como eu, estuda para banca FCC assista aos vídeos que a Professora Duda Nogueira gravou para a Revisão do TRT 24, clique aqui.

Ter uma gramática em casa é importante, principalmente se você não tem uma boa base da matéria e precisa relembrar ou reaprender a regras. 

Livros:

Língua Portuguesa para Concursos, da Professora Duda Nogueira, da Editora Juspodivm: uso desde a primeira edição. A Professora Duda - além de ter a melhor didática que vi até hoje para ensinar a matéria - conhece muito bem o perfil das bancas de concursos públicos. Logo na apresentação do livro o leitor encontra os pontos mais pedidos em provas e um direcionamento considerando o perfil do concurseiro (iniciante, intermediário e profissional). O livro tem a teoria - claro haha -, questões comentadas, exercícios de fixação e simulado. Escrito em duas cores, com tabelas, palavras destacadas, imagens e esquemas, facilita a leitura e não é cansativo. É meu livro de estudo mesmo e o meu favorito da disciplina, indico para todo mundo que pede dica. No site da Editora Juspodivm você encontra uma amostras das páginas, clique aqui.



Revisaço Língua Portuguesada Professora Duda Nogueira, da Editora Juspodivm: a melhor maneira que encontrei para resolver as questões foi o Revisaço. Não que eu não resolva no site QConcursos, mas eu prefiro o Revisaço por ter os comentários da Professora. As questões são organizadas por banca/assunto/níveis (fácil/médio/difícil). Já é meu segundo Revisaço, resolvo 20 questões/dia (segunda-sexta) e não faço marcação no livro, anoto em um post it para pode refazer depois. Se você já tem uma boa base em Língua Portuguesa, o Revisaço - na minha opinião - é a melhor escolha. No site da Editora Juspodivm você encontra uma amostras das páginas, clique aqui.




Curso Online: 

Hoje sou aluna do Curso Ênfase, faço o Analista TOP,  e, para minha alegria, a professora do curso é a Duda Nogueira! No segundo semestre de 2016 iniciei o curso do Ênfase e as aulas da Professora Duda. A didática dela é maravilhosa e é nítido que ela conhece muito bem as bancas e o que temos que estudar para concursos de Tribunais. Como eu tenho uma boa base da matéria, assisti às aulas daqueles pontos que tenho dificuldade e agora estou fechando com as restantes. O curso que eu faço é esse aqui, e agora também tem disciplina isolada no Curso Ênfase (clique aqui). Outros cursos de Português que fiz e recomendo: o do CERS com a Professora Maria Augusta (um específico para FCC que não encontrei no site, acho que ainda não gravaram o de 2017) e o curso Português Total com a Professora Flávia Rita (esse aqui). 

Uma dica: 

Faça fichas ou pequenos resumos com as regras que você costuma errar e revise mensalmente. Não tenho vergonha: SEMPRE esqueço as regras de crase e uso dos porquês, se eu não revisar isso, erro mesmo, quando vejo questão de crase já bate um desespero hahaha. Então, tenho minhas fichas para revisar antes da prova, nada especial, só um resuminho com as anotações.

Outra dica:

Se você mora em Itajaí, Brusque, Blumenau, Balneário Camboriú ou outra cidade próxima e tiver a oportunidade de fazer o curso de Língua Portuguesa do Professor Netto no Morgado Concursos, faça. Ele é ÓTIMO, toda a minha base dos pontos básicos e chaves da disciplina aprendi com ele. 

Meu desempenho em Língua Portuguesa em provas: em provas de tribunais não cheguei a gabaritar, mas sempre cheguei perto - fico por uma ou duas -, já gabaritei em provas mais fáceis, como de concursos de Prefeituras (costumam cobrar a parte decoreba mesmo). Meu ponto fraco é interpretação de texto, não sei o que acontece, eu sempre interpreto de uma maneira bem diferente da do examinador hahahaha

Português no meu cronograma: estudo 1 vez por semana a teoria (aulas do Curso Ênfase) e faço blocos de 20 questões/dia (segunda-sexta) no Revisaço.


  • Raciocínio Lógico-matemático

Do fundo do meu coração: odeio essa matéria. Já fiz vários cursos, até hoje nenhum abençoado me fez gostar ou de fato entender essa joça. O problema é que cai, cai muito, cai em todo concurso e eu sempre erro.

Não posso falar como eu aprendi a matéria, porque eu não aprendi. Estou em fase de aprendizado e acho que nunca conseguirei, mas estou tentando, Deus tá vendo. 

Livro: 

Matemática e Lógica para Concursos, do Professor José Luiz de Morais, da Editora Saraiva. Comprei o livro por indicação de uma concurseira em um grupo no Whats, aí depois descobri que esse Professor é bem conhecido e muito elogiado - ele dá aulas no curso NEAF -, mas ainda não fiz um curso dele. O livro é bem organizado, tem palavras em destaques, quadros, questões comentadas, mas estou no capítulo 4 e não tenho uma opinião de 100% de certeza para poder dizer: aprendi com ele. Mas, dos que eu li até hoje é o mais fácil de compreender. Comprei no site da Saraiva, aqui.



Curso:

Assisto às aulas do Curso Ênfase, com o Professor Brunno Lima, ainda não fechei 20% das aulas, então também não tenho uma opinião sobre, mais pra frente atualizarei a publicação. Posso dizer agora que gosto das explicações dele, o Professor Brunno tem domínio da matéria e passa segurança na hora de explicar, sem deixar a aula massante. Meu problema é que eu não gosto mesmo da matéria e tenho uma má vontade gigantesca para estudar. Eu achei o Canal no Youtube do Professor Brunno, esse aqui, lá tem aulas gratuitas, inclusive um aulão para o TRF 2 que assisti para indicar aqui para vocês e é ótimo, foi gravado no dia da publicação do edital do TRF. E no site do Curso Ênfase tem disciplina isolada de RLM com ele, aqui. Fiz outros cursos de RLM, mas como não aprendi a matéria (especialmente por falta de vontade da minha parte em aprender), não vou indicar aqui, deixarei a indicação do meu curso atual.

Meu desempenho em Raciocínio Lógico: o que acertei foi no chute ou as mais básicas mesmo, daqueles assuntos que os professores ensinam nas primeiras aulas.

Raciocínio Lógico no meu cronograma: estudo 2 vezes por semana a teoria (aulas do Curso Ênfase), ainda não comecei os blocos de questões.


  • Informática


Juro que não entendo o motivo de ter isso no edital se todo órgão tem os servidores da área de T.I., se caíssem questões de word, formatação de texto, OK, mas hoje para você gabaritar uma prova de informática precisa ter pós-graduação em engenharia da computação hahahaha acho que quando eu terminar todo o edital já poderei formatar meu computador e criar aplicativos e programas :p Deixando os exageros de lado, a verdade é que cada vez mais os conteúdos programáticos dessa disciplina crescem e as questões ficam mais difíceis, antes eu ia para as provas só com uma leitura básica de apostila, mas hoje não dá mais, temos que estudar, MESMO.

Livro:

Informática para os concursos de técnico e analista dos Tribunais e MPU, da Professora Emannuelle Gouveia Rolim, da Editora Juspodivm. Pelo o que vejo nos IGs, esse é o livro mais usado pelos concurseiros para estudar informática, por isso optei por ele. Eu tive a segunda edição e agora tenho a terceira - chegou na segunda-feira -, mas eu não li muito ainda porque não entendo a matéria apenas com leitura - assim como acontece com RLM -, preciso de um professor explicando tudo. Então, se você tem a mesma base da matéria que eu tenho - quase nada - não sei se a leitura será suficiente, por isso também que estou deixando o livro para depois. No site da Editora tem amostras das páginas, aqui.




Curso:

Assisto às aulas do Curso Ênfase, com o Professor-de-informática-mais-querido-do-mundo-que-está-conseguindo-fazer-com-que-eu-aprenda-a-matéria Ricardo Beck. Já na primeira aula eu aprendi algumas coisas - tipo que a calculadora do windows tem várias funções que eu nem imaginava. A aula não é chata - o que eu pensava ser impossível, uma aula de informática não ser chata. Já fiz outros cursos que não consegui terminar porque achava as aulas chatas DEMAIS! Então, se você procura por aulas de informática indico as do Professor Ricardo, tem isolada do Curso Ênfase aqui, e ele é professor de outros cursos online e tem um site, esse aqui.

Meu desempenho em Informática: ainda não peguei uma prova de Tribunais tipo FCC, então não tenho como medir, mas em provas de concursos de Prefeitura (questões básicas sobre word, atalhos etc.), costumo ter bom desempenho.

Informática no meu cronograma: estudo 2 vezes por semana a teoria (aulas do Curso Ênfase), resolvo questões nos dias das aulas.

  • Direitos da Pessoa com Deficiência:
Os últimos editais de tribunais trouxeram uma lista de leis sobre Direitos da Pessoa com Deficiência. A Banca FCC trouxe em seus editais essas:


Lei 13.146/2015
Lei 11.126/2005 
Lei 10.098/2000 
Decreto 5.296/2004
Lei 10.048/2000 
Lei 8.899/1994 
Decreto 3.691/2000
Lei 8.160/1991
Lei 7.853/1989 
Decreto 3.298/1999

Meu estudo é: leitura da legislação, só. No momento acho suficiente e conforme as provas forem acontecendo, saberemos o que a banca irá cobrar. 


Direitos da Pessoa com Deficiência no meu cronograma: 1 vez a cada 15 dias.


Acho que é isso. A publicação ficou enorme! Espero ter ajudado e não custa lembrar: esses são os materiais que eu escolhi e a forma que eu acredito ser melhor para mim. Cada um sabe o que é melhor, cada um tem seu livro e seu professor preferido. Estamos aqui para trocas experiências e dicas ;)

Beijinho,
bom estudo!